Viseu – Formação diocesana – 2013

Os Centros de Preparação para o Matrimónio (CPM) da diocese de Viseu realizaram a sua jornada de formação anual no passado dia 5 de Outubro, em Sátão, organizada pela direção diocesana e pela equipa CPM local.

Durante a manhã decorreu uma conferência orientada pelo Mons. Vítor Feytor Pinto e subordinada ao tema:

A Família no aprofundamento da Fé”, seguida de debate, e para a qual estava convidada a comunidade diocesana, em especial todos os movimentos ligados à Pastoral da Família.

Estiveram presentes vários casais CPM dos centros de Mangualde, Nelas, Oliveira de Frades, Tondela, Sátão e Viseu, e ainda outras pessoas vindas de vários locais da diocese.

O nosso Bispo D. Ilídio Leandro fez questão de estar presente e presidir à abertura do encontro; também o presidente da Direção Nacional do CPM (Paulo Henriques) nos brindou com a sua visita.

Sendo o CPM um movimento da Pastoral da Família e estando a celebrar-se o Ano da Fé, o tema desta formação teria necessariamente que relacionar estes dois pilares: a Família e a Fé.

Na brilhante e esclarecedora (como habitual) apresentação, o Mons. Vítor Feytor Pinto realçou as semelhanças entre o matrimónio e a fé: ambos se iniciam pela confiança, se fortalecem pelo conhecimento cada vez mais profundo para depois culminarem no compromisso: compromisso dos esposos no matrimónio e de cada cristão com Jesus na Fé. Sem estas três etapas não há verdadeiro matrimónio nem fé profunda e duradoura.

No debate houve várias intervenções, com testemunhos pessoais e também com pedidos de pistas para uma melhor atuação pastoral dos intervenientes. Mons. Feytor Pinto serviu-se das experiências já vividas para deixar a todos algumas sugestões mas realçando sempre que cada realidade é única e que, principalmente, ninguém pode ficar sem ser acolhido. Como Igreja, temos que estar sempre disponíveis para acolher todos os que precisam, reinventando as formas mais adequadas para o fazer.

Após o almoço de convívio, os casais CPM deslocaram-se à capela de Nª Srª da Esperança (Séc. XVIII), em Abrunhosa, freguesia de S. Miguel de Vila Boa, para uma visita sob a orientação da Drª Paula Tomás, que explicou ao pormenor a história, a arte e todo o processo de recuperação a que foi submetido este monumento (concluído em 2009), tal como o restauro do órgão de tubos, datado de 1768. Para finalizar a visita, e dando uso ao investimento de recuperação realizado, assistiu-se a um excelente concerto pela organista Liliana Duarte, natural da região e finalista do Conservatório Regional de Música Dr. Azeredo Perdigão.

A Jornada terminou com a celebração eucarística na Igreja de Sátão, às 18 horas.